A Chapecoense cumpriu o prometido, e entrou nesta semana com ação no Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Catarinense de Futebol, pedindo a anulação da partida final do Campeonato Catarinense contra o Avaí. A ação foi aceita pelo presidente do TJD, Felipe Branco Bogdan, e um julgamento será realizado, ainda sem data definida, podendo ocorrer já na próxima semana. O Verdão argumenta que houve erro de direito na penalidade cobrada por Bruno Pacheco, no último domingo, em que a bola teria entrado completamente. O departamento jurídico da Chape entende que seria necessária a verificação do árbitro do jogo, Bráulio da Silva Machado, no monitor de vídeo, à beira do gramado. O clube também citou a invasão da torcida do Avaí no gramado, o que teria intimidado a arbitragem a tomar a decisão.