O momento de Darlan Romani, 28 anos, é o melhor da sua carreira. Com vaga assegurada nos Jogos Olímpicos em 2020, ele acabou de ser eleito pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), como o melhor do ano na modalidade. Ao final da prova deste sábado, as  15h, foi ouro no Arremesso de Peso quebrando três vezes o seu próprio recorde no JASC. Antes da prova, ele recebeu o diploma de Atleta Destaque de Santa Catarina concedido pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina, pelo seu desempenho no Pan de Lima

Assim que retornar das férias foca às atenções para Tóquio, no Centro de Treinamento Olímpico, em Bragança Paulista (SP).

O arremessador não escondeu sua satisfação com a escolha, mas prefere estar focado em Tóquio, apesar de outras competições antes. O vice-presidente da CBAt, Wlamir da Mota, que está assistindo aos Jasc, observou que a homenagem é mais que merecida em razão dos resultados obtidos por Darlan nas provas esse ano.

Foi ouro nos Jogos Mundiais na Província de Hubei, em Wuahn, na China, no Pan de Lima e em Eugene, nos Estados Unidos fez 22,61m, que garantiu presença no Japão. O presidente da Federação Catarinense, Deraldo Oppa, disse que é gratificante ver um atleta que surgiu no estado receber esse tipo de homenagem. “Isso serve de incentivo para o pessoal que está iniciando”, complementou.