Concórdia – O Governador Carlos Moisés da Silva autorizou na manhã desta sexta-feira (6) em Concórdia, obras no Sistema de Abastecimento de Água do município.

Ao investir mais R$ 4 milhões na cidade, a CASAN está autorizando a construção de uma Estação de Recalque de Água Tratada (ERAT) para atender as regiões mais altas da cidade, uma nova subestação de energia e a implantação de uma adutora de 2.700 metros de extensão com diâmetro de 300mm.

“Estamos fortalecendo ações da CASAN e da Celesc. O desenvolvimento passa por investimentos efetivos e com esse recurso direcionado à Concórdia queremos resolver definitivamente os problemas de abastecimento”, destacou o governador.

As obras, que serão executadas pela empresa Dalba Engenharia, fazem parte do Plano de Ação que desde abril estão solucionando problemas históricos no abastecimento do município. A estação de bombeamento, a subestação de energia e a nova adutora vão beneficiar aproximadamente 18 mil moradores de 10 bairros e 10 loteamentos de Concórdia.

Todos os gráficos de acompanhamento dos serviços da empresa na cidade têm demonstrado que as reclamações de falta de água não somente caíram como praticamente desapareceram, restando problemas pontuais da operação, como vazamentos e eventuais rompimentos de rede.

O Plano de Ação contemplou o assentamento de redes de maior diâmetro, substituições de redes antigas, instalação de novos quadros elétricos e a implantação de bombas mais potentes. O quadro de funcionários da Agência também foi ampliado e uma empresa terceirizada foi contratada, via licitação, para auxiliar nos serviços de implantação de novas redes e nas manutenções rotineiras.

Os trabalhos executadas já conseguiram aumentar a pressão e a vazão do abastecimento de 15 bairros mais altos e mais distantes do Centro: Portinari, São Cristóvão, Nossa Senhora Salete, Frei Lency I e II, Posto Cem, Morro do Merlo, Jardim Europa, Vale dos Pinheiros, Bem Viver, Nova Brasília, Guilherme Reich, Vista Alegre, Primavera e Imigrantes.

O engenheiro Daniel Scharf, superintendente Regional do Oeste, que representou a Companhia no ato, lembra que o sistema operacional de Concórdia é o mais complexo dos gerenciados pela Companhia devido à geografia da cidade, com bairros altos e distantes, e ao solo extremamente pedregoso, que dificulta o assentamento de redes. Quase 50% do volume de recursos arrecadado no município é gasto pela Companhia no consumo de energia elétrica necessária para manter as 35 estações de recalque do SAA em operação.

OS 3 PROJETOS

A) ESTAÇÃO DE RECALQUE DE ÁGUA TRATADA – ERAT 1C

Trata se de uma edificação com 42 m² de área construída a ser executada junto à Estação de Tratamento de Água (ETA), no bairro Floresta.

A estação de bombeamento permitirá recalcar 205 mil litros/hora até o Morro do Merlo e, por conseguinte, abastecer toda a região oeste da cidade de Concórdia, beneficiando mais de 10 bairros e mais de 10 grande Loteamentos, aproximadamente 18 mil moradores. Destacando que esta vazão representa quase 25% da vazão produzida atualmente no Sistema de Abastecimento de Concórdia.

B) SUBESTAÇÃO

A fim de suprir as necessidades de abastecimento de energia elétrica para a nova Estação de Recalque (ERAT) será construída uma nova subestação de Energia Elétrica, com 300 KVA.

C) ADUTORA DE ÁGUA TRATADA

Consiste de uma adutora de água tratada entre a nova ERAT e o Morro do Merlo, totalizando 2.700 metros de extensão e com diâmetro de 300 mm. (Ascom Casan)