Quase 10 meses após o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, que matou 10 jogadores das categorias de base, com idades entre 14 e 16 anos, a Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta quinta-feira que o clube pague mensalmente R$ 10 mil a cada família por sua perda e que inclua na sua folha de pagamento três outros jovens que ficaram feridos na tragédia. O pagamento deverá ser feito até que sejam definidas as indenizações definitivas. A decisão foi concedida liminarmente a pedido da Defensoria Pública e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, em processo que está correndo na Vara Cível da Barra da Tijuca, na zona oeste da capital fluminense.