Concórdia – Mesmo com a saída do Presidente da Republica Jair Bolsonaro do PSL sendo oficializada no início de novembro e por consequência a criação novo partido, chamado Aliança Pelo Brasil, o governador Carlos Moisés vai permanecer na sigla.

A afirmação ocorreu após ser questionado pelo jornalismo da Atual FM, durante sua passagem por Concórdia, nesta sexta-feira (6).

Moisés disse que se propôs a fazer um governo suprapartidário, ou seja, governar o Estado acima dos interesses do partido e que pretende ficar na sigla que o elegeu.

Ainda segundo Moisés, pesquisas feitas em várias regiões de Santa Catarina nos últimas semanas apontam que 70% da população catarinense aprova a gestão e o primeiro ano de governo.