Região – A falta de chuva tem preocupado produtores rurais e a Administração Pública de Seara. A unidade da Seara Alimentos do município também está sendo afetada pela estiagem. As barragens de captação da empresa (foto) já estão com os níveis baixos. Além das barragens, a empresa conta com um poço para abastecimento interno.

A Casan informou que o abastecimento continua normalmente em Seara, mas pede a consciência da população em não desperdiçar água.

A Prefeitura de Seara e demais municípios da região utilizam caminhões tanque para abastecer indústrias e produtores rurais. No interior, apoio dos distribuidores das associações de moradores para abastecer propriedades. Os prefeitos, com apoio das Comissões de Defesa Civil, monitoram a situação e não descartar decretar situação de emergência se a seca persistir.

No Oeste de Santa Catarina pelo menos nove municípios decretaram situação de emergência devido a estiagem que já dura três meses e meio: Santa Terezinha do Progresso, Palma Sola, São João do Oeste e Planalto, Irati, Bom Jesus, Faxinal dos Guedes, Ouro Verde e São Lourenço do Oeste.

A unidade da BRF de Concórdia, a maior planta industrial da região, iniciou na semana passada a captação de água no lago de Itá em Rancho Grande e faz o transporte com carretas para as lagoas que abastecem a empresa. Também em Concórdia, a Casan informa que a captação de água no Rio Suruvi está parcialmente comprometida. O outro sistema se abastece no Rio Jacutinga.

Segundo a Casan, os municípios do Oeste em situação crítica de abastecimento, segundo a Casan, são Saltinho, Chapecó, Vargem Bonita, Bandeirante, Faxinal dos Guedes, Xaxim, Formosa do Sul, Maravilha e Águas Frias. (Belos FM)