Capinzal – A Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina negou habeas corpus para uma mulher de Piratuba presa preventivamente suspeita de ser integrante de uma quadrilha envolvida com o tráfico de drogas. A denunciada, de 29 anos, natural de Piratuba, teve anteriormente o pedido de revogação da prisão preventiva indeferido pela Justiça da comarca de Capinzal.

Ela foi presa no dia 16 de março em Capinzal em operação da Polícia Civil, onde outras outras quatro pessoas foram presas. A operação foi um desdobramento da prisão de um homem que seria fornecedor de drogas para traficantes de Capinzal. Na ocasião, foi apreendido mais de meio quilo de cocaína.

Fato este, ocorrido durante operação de Carnaval na BR-282 em Erval Velho, na madrugada do dia 4 de março, onde foram apreendidos 670 gramas de cocaína, 9 micro-pontos de LSD, um revólver com numeração raspada, seis munições e dinheiro. (Michel Teixeira)