Concórdia – O  vereador do Partido dos Trabalhadores, André Rizelo, se manifestou nas últimas horas na tribuna da Câmara de Vereadores de Concórdia sugerindo à Prefeitura de Concórdia que se faça alterações no edital para contratação de professores ACTs, contratados em caráter temporário, para atender as demandas na educação do Município em 2020.

De acordo com ele, um dos questionamentos está relacionado aos critérios de classificação – que não prevê no edital – o tempo de serviço prestado na área pelo educador/candidato a vaga. De acordo com Rizelo, o tempo de serviço dos professores precisa ser “contado” como critério de nota para a classificação no processo seletivo. Isso já ocorre em editais para contratar servidores temporários na área. 

O vereador ainda lembrou que a Prefeitura de Concórdia esteve reunida com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais para dar alguns encaminhamentos, porém na prática não foi atendido nenhuma indicação. “Os professores é que serão prejudicados nessa história toda”, reiterou. Rizelo disse também que a Prefeitura de Concórdia “faz do jeito que se acha correto”, ao invés de discutir o assunto.

Rizelo revela que foi procurado por diversos professores que contestaram o edital conforme a divulgação feita pela Secretaria Municipal de Educação.