Concórdia – A mudança de valores necessários para a revitalização do Calçadão em Concórdia gerou questionamentos por parte dos vereadores Closmar Zagonel (MDB) e Mauro Fretta (PSB), em sessão nesta quinta-feira (5). Segundo eles, as cifras teriam dobrado de tamanho desde o início dos debates.

Ambos deixam claro que não questionam a necessidade ou não destes recursos na obra, já que os investimentos teriam explicações técnicas. Porém, estranham o fato de que o projeto que começou em torno de R$ 2 milhões agora teve uma nova licitação lançada por mais de R$ 4 milhões.

Fretta afirma que várias vezes ocupou a tribuna para solicitar melhorias no Calçadão. “Porém, não concordo muito com o valor orçado. Tem um valor de cerca de R$ 2 milhões oriundo de financiamento, que aprovamos nesta Casa. Os outros serão de recursos próprios e acho que o Executivo deve rever este projeto”, frisa.

“Temos diversas demandas então quero deixar bem claro que não sou contra a reforma, precisa de melhorias, mas não concordo que o governo municipal aplique mais de R$ 4 milhões nisso”.

O vereador Zagonel disse ter recebido diversos questionamentos da população sobre a mudança de valores. “Não estou levantando suspeitas, só quero que a prefeitura faça uma nota esclarecendo para a população sobre o aumento do valor da obra. É uma situação difícil de explicar”, frisa, salientando que não seria o momento de lançar uma licitação como essa: “Vem final do ano, movimento e talvez não seja o melhor período”.