São Domingos – O homem de 31 anos preso acusado de envolvimento em um incêndio criminoso que resultou na morte de uma família em maio desse ano em São Domingos, Oeste de Santa Catarina, foi interrogado durante audiência nessa semana no Fórum de Xanxerê.

Conforme as informações dos autos, o suposto autor do crime apresentou uma nova versão para os fatos e negou estar envolvido com a chacina. Morreram carbonizados Neocir Rodrigheri, 34 anos, Raquel Alves, 31 anos, e os filhos do casal de 10 e 11 anos.

Na audiência, que contou com a participação do promotor de justiça, Michel Stechinski, o acusado disse que não cometeu o crime e ficou na casa até a chegada de Raquel Alves. Quando ela retornou ao imóvel durante a madrugada ele deixou a casa, foi comprar droga retornando para pegar o veículo por volta das 6h.

Em versões anteriores, o acusado disse que estava na casa de uma garota de programa, situação que depois foi desmentida pelas provas anexadas aos autos. Ainda durante a investigação, o homem revelou à Polícia Civil que havia usado droga e quando acordou estava com o cabo da faca na mão e não sabia o que teria ocorrido.

No entendimento do Ministério Público, está evidente o envolvimento do acusado na morte da família. Conforme os autos, a família foi degolada, inclusive as crianças e depois o criminoso ateou fogo na casa para tentar ocultar as provas e fazer as autoridades acreditarem se tratar de um simples incêndio.

As próprias testemunhas trouxeram aos autos depoimentos que confirmam a presença dele no imóvel e a demonstração de medo por parte da mãe das crianças ao chegar em casa acompanhada de amigos, durante a madrugada daquele fatídico dia.

Por enquanto, o acusado responde pelo crime preso. O Ministério Público tem mais 10 dias de prazo para as alegações finais. Depois disso, o advogado irá se manifestar para o juiz dar a sentença de pronúncia que irá levar ou não o acusado ao julgamento através de júri popular. Caso não se tenha recurso por parte da defesa, a tendência é de que no primeiro trimestre de 2021 o júri seja realizado. 

A casa onde a família morava ficou completamente destruída pelas chamas. Os Bombeiros Militares foram acionados no começo da manhã, por volta das 6h. Ao chegar no local, não foi possível salvar nada. Entre os destroços os socorristas encontraram os quatro corpos.