Concórdia – A empresária Ingra Ohana de Vargas disse na manhã desta terça-feira, dia 25, AO VIVO no estúdio da Atual FM que está viva por um milagre. Ela foi vítima de uma tentativa de feminicídio no começo de fevereiro na Rua do Comércio, após sair de um estabelecimento comercial. Ela estava com a filha quando o ex-companheiro Maico Cavalieri, lhe agrediu com pelo menos 23 golpes de faca.

A vítima foi atingida em várias partes do corpo e por detalhes não morreu. Ela perdeu sangue e teve cortes profundos próximo ao pescoço e tórax. Ingra disse que estava na calçada quando o ex-companheiro que está preso por determinação do judiciário – investiu com uma faca.

Ela correu, mas mesmo assim foi atingida e ainda no chão toda ensanguentada aguardava pelo socorro consciente. Ingra reiterou que por diversas vezes fez registro de ocorrência policial contra o ex-companheiro que não concordava com o fim do relacionamento depois de quase uma década.

O fim do relacionamento ocorreu há cerca de um ano. 

Foi a partir desse momento que as ameaças ficaram mais graves. Ingra explica que depois do ocorrido pretende seguir com os seus projetos profissionais e também estabelecer em Concórdia uma associação que irá auxiliar as mulheres vítimas de agressões. Ela revela que depois do ocorrido tem recebido muitas mensagens de apoio e de mulheres pedindo ajuda.

Além disso, são mensagens que vem de todo o Brasil. Ingra revela que os documentos já estão sendo elaborados para a formação da associação “Somos Todas Ingras” visando ajudar mulheres vítimas de agressões e que estão em processo de separação ou sofrem ameaças constantes. 

Assista um compacto da entrevista abaixo (aguarde carregar)