Concórdia – O autor de uma tentativa de homicídio qualificado contra Ingra Ohana de Vargas, registrada no dia 4 de fevereiro de 2020, foi condenado nesta terça-feira, dia 27, pelo júri popular. Maico Cavallieri terá que cumprir 11 anos e 8 meses de cadeia no regime inicial fechado.

O julgamento iniciou às 9h e terminou por volta das 18h sem a presença de público no plenário do Fórum de Concórdia. Era um dos julgamentos mais aguardados dos últimos tempos na Capital do Trabalho. No dia dos fatos, a filha do casal presenciou todo o crime praticado em via pública.

Maico Cavallieri foi defendido pelo advogado Márcio Sandro Dal Piva, que deve recorrer da decisão. A acusação foi feita pelo promotor Luis Otávio Tonial e o júri foi presidido pelo juiz Ildo Fabris Júnior. O Ministério Público deverá protocolar ainda nesta semana um recurso pedindo aumento da pena, pois entende que ficou abaixo do esperado.