Darlan Romani foi um dos destaques do II Meeting Internacional Rumo a Tóquio, realizado na manhã desta quarta-feira (23/6) no Centro Nacional Loterias Caixa de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista (SP). Em sua terceira competição em 2021, ele venceu a prova do arremesso do peso, com 21,56 m, melhor marca do Ranking Sul-Americano da temporada e a 11ª no Ranking Mundial da World Athletics.

Na abertura da competição foram batidos os recordes brasileiros dos 400 m com barreiras, com Chayenne Pereira (55.70), e no lançamento do martelo, com Mariana Marcelino (68,35 m). Darlan, que ficou seis meses sem competir, mostrou regularidade ao fazer dois arremessos acima de 21 m e três acima dos 20 m, conseguindo as cinco melhores marcas (20,37 m, 20,66 m, 21,16 m, 21,56 m, 20,87 m e queimou a última) da competição.

– Estou contente com a evolução e por readquirir ritmo de competição. Estou pensando passo a passo. Hoje era passar dos 21,50 m e agora é focar os 22 m – comentou o catarinense de 30 anos, campeão brasileiro, sul-americano, pan-americano e quarto colocado no Mundial de Doha-2019.

– Consegui bons arremessos e senti uma melhora técnica, mas a preparação segue, o objetivo depois é fazer um camping em León, na Espanha, e competir na Europa, antes de viajar para o Japão – disse o recordista sul-americano, que disputa o Campeonato Paulista de Atletismo Adulto, no fim de semana, no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na Vila Clementino, em São Paulo.