Concórdia – A presidente da Casan, Roberta Maas dos Anjos, reconheceu durante a visita em Concórdia nessa sexta-feira, dia 8, para inauguração do sistema de esgotamento sanitário a possibilidade de prorrogar por mais alguns meses a cobrança da taxa que irá dobrar o valor da conta de água de parte da população. 

Ela disse que pretende analisar essa possibilidade, já que depende também de encaminhamentos dos órgãos fiscalizadores como o Tribunal de Contas do Estado (TCE). Roberta afirma que essa possibilidade irá ser analisada, após também contato com o prefeito Rogério Pacheco.

Roberta lembra que foi dado um prazo considerável para os moradores se adaptarem a esse momento da cobrança, inclusive com orientações feitas na própria fatura entregue aos moradores.

Nos últimos dias uma moção aprovada na Câmara de Vereadores pede que em função do momento que o País vive e a pandemia que prejudicou financeiramente as famílias a Casan inicie a cobrança somente a partir de 2022.

Por enquanto, a Casan manterá o prazo de cobrança para o próximo mês, mas a presidente Roberta Maas dos Anjos, prometeu analisar a situação.