Concórdia – O laudo sobre um dos casos mais chocantes envolvendo crime sexual em Concórdia está finalizado. Após impasses na entrega de documentos fundamentais para a elaboração do laudo, que gerou meses de atraso, o Instituto Geral de Perícias (IGP) protocolou nesta segunda-feira, dia 29, o relatório e nas próximas horas os órgãos de segurança pública e judiciário terão acesso ao laudo.

O caso foi antecipado com exclusividade pelo jornalismo da Atual FM que acompanhou detalhes do crime. Figura como vítima um jovem de 12 anos que morreu por conta dos abusos que sofreu desde a infância. A autoria ainda está sob investigação, mas suspeita-se que esteja no âmbito familiar.

Esse é um dos casos mais brutais já registrados no estado envolvendo crimes de ordem sexual. A demora na obtenção de informações importantes que constam no prontuário médico levou a deputada federal Caroline De Toni a apresentar um projeto de lei que visa garantir à polícia civil e médicos legistas acesso imediato aos prontuários médicos em casos de suspeita de abuso sexual.

O médico legista responsável pelo laudo, Hugo Sérgio Pretto, considera esse o caso mais chocante de todos os tempos em Concórdia. Em mais de 20 anos de profissão, Pretto revela nunca ter se deparado com um caso tão brutal como esse em questão. A documentação agora servirá para embasar o inquérito policial que dará os encaminhamentos do caso junto ao Ministério Público para que os responsáveis sejam punidos judicialmente.