ALEX PACHECO
 
Alex é jornalista na Atual FM desde 2012. Escreve principalmente sobre política e assuntos da região oeste de Santa Catarina.
SIGA EM: icon_facebook
 
POR ALEX PACHECO: O ex-deputado Estadual, Gelson Merísio, oficializou a sua ida ao PSDB de Santa Catarina, inclusive esteve em São Paulo com o governador João Dória. Outras lideranças também foram chamadas para o encontro que selou a ficha de filiação de Merísio que perdeu a disputa (2º turno) do Governo do Estado devido a onda devastadora de Jair Bolsonaro.
 
O comandante Moisés foi eleito com uma votação expressiva dos catarinenses, porém sua gestão ainda está sendo contestada devido ao seu afastamento dos Municípios e os poucos investimentos. Os prefeitos, principalmente, esperavam muito mais.
 
Com a ida de Gelson Merísio ao PSDB, baste saber nos municípios como será o comportamento das lideranças, tanto do PSD – seguidores de Merísio e do PSDB. Em Concórdia, por exemplo, as lideranças alinhadas a Gelson Merísio disputaram a eleição contra Rogério Pacheco. Eleito, Pacheco contabilizou 20.368 votos.
 
Agora, resta saber se todos os correligionários do PSD seguirão Merísio para abonar a filiação ao PSDB catarinense. Resta saber também como o PSDB se posicionará, principalmente quando a discussão é local, ou seja, nos municípios em que os dois partidos estão em lados opostos.
 
Nesse momento, a informação de bastidor é de que as lideranças do PSDB em Concórdia só estão “observando” os movimentos políticos querendo saber como ficará a situação dos dissidentes do PSD que podem a partir das próximas semanas fazer parte do partido que administra a segunda maior cidade do Oeste de Santa Catarina.
 
Alguns estavam “batendo forte” no PSDB e fazendo oposição, cobrando muito mais do prefeito Rogério Pacheco. Será que tudo será esquecido? Será que correligionários do PSDB irão aceitar?