ALEX PACHECO
 
Alex é jornalista na Atual FM desde 2012. Escreve principalmente sobre política e assuntos da região oeste de Santa Catarina. 
SIGA EM: icon_facebook
 
 
POR ALEX PACHECO: Os documentos anexados ao processo envolvendo o deslizamento na Rua Victor Sopelsa que atingiu as casas na Rua Horácio Sandi traz algumas informações muito relevantes quando o assunto envolve os riscos do local. O alerta da Defesa Civil Municipal é para um possível “desastre em forma de avalanche, causado pelo represamento do rio, de impacto severo, quase que INCALCULÁVEL.
 
Os documentos anexados não apresentam nenhum dado técnico, mas algumas “previsões” ponderadas pela Defesa Civil com relação ao volume de chuva grande previsto com base em anos anteriores. A Defesa Civil ainda alerta para a “massa rotacional” que pode a qualquer tempo se desprender de forma abrupta e causar o bloqueio do curso do Rio dos Queimados.
 
Na visão da Defesa Civil Municipal a situação pode provocar um desastre em forma de avalanche, causado pelo represamento do rio, de impacto severo, quase que INCALCULÁVEL. O desastre, como está prevendo a Defesa Civil Municipal pode ocorrer em qualquer momento, ainda mais nos meses de outubro, novembro e dezembro, períodos com grande precipitação de chuva, conforme dados da Agência Nacional das Águas (ANA).
 
Diante desse cenário, podemos concluir que é preciso de forma urgente buscar alternativas aos moradores que podem ser atingidos e alertar publicamente a população sobre esse risco. Além disso, tornar público ainda o plano de evacuação da área e destacar em que momento os moradores devem deixar suas casas na parte mais baixa devido ao risco de bloqueio do Rio dos Queimados e a formação de uma AVALANCHE.
 
Em anexo o parecer da Defesa Civil (aguarde carregar)