Concórdia  – Nesta segunda-feira (29), dez policiais civis de Santa Catarina, sendo quatro deles operadores do Serviço Aeropolicial de Fronteira (SAER-Fron/PCSC), se formaram no 7° Curso de Unidades Especializadas de Fronteiras, em Chapecó.

A iniciativa foi promovida pela Secretaria de Gestão e Ensino em Segurança Pública (SEGEN) e pela Secretaria de Operações Integradas (SEOPI) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). A iniciativa faz parte das ações do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras (V.I.G.I.A).

As aulas, que tiveram uma carga horária de 96 horas, iniciaram no dia 16 de novembro e foram sediadas no Batalhão da Polícia Militar, em Chapecó. O objetivo foi preparar esses profissionais para lidar no ambiente de fronteira.

No total, 42 servidores de segurança pública de 13 estados diferentes participaram do curso. Por sediar o evento, Santa Catarina contou com o maior número de profissionais, participando da formação com 23 servidores, que atuaram na operação “Hórus”.

A capacitação teve como foco a parte prática, como técnicas de defesa pessoal, imobilização, policiamento em embarcações, identificação veicular, fraudes associadas, entre outras disciplinas que estão na rotina do efetivo policial.

Além disso, foram aplicados nas instruções os procedimentos frente a ocorrências fronteiriças, que envolvem direito ambiental, como caça e pesca ilegal, técnicas de fiscalização de desmatamento, além de encaminhamentos no caso de vítimas, apreensão de materiais, aspectos legais e conhecimento de áreas indígenas.

A Polícia Civil de Concórdia contou com um participante, o Agente de Polícia Ricardo Senhorinho.