Afinal, como lidar com filhos na pré-adolescência? Sabemos que quando você pisca, seu filho ou filha já é um pré-adolescente. Surgem, então, acordos não cumpridos. Eles parecem mais irritados e tendem a reclamar de tudo. Tenha calma. É sim possível aprender a lidar com essa situação mantendo a paz em casa, pois se trata de um momento normal e esperado no desenvolvimento do seu filho ou filha.
Nesta fase, é natural que pais e mães tenham dúvidas sobre como gerenciar e educar da melhor forma. Pré-adolescentes frequentemente encontram defeito em tudo e brigam com todos em casa. E, como se não bastasse, querem ficar horas e horas no computador e no celular.
Prova de que não são mais criancinhas é a mudança no corpo. Vão deixando a segunda infância e entrando na puberdade. Esta etapa dos quase mocinhos e mocinhas vai, aproximadamente, dos 10 a 14 anos, dependendo das circunstâncias e de onde vivem.

Como lidar com filhos na pré-adolescência sem perder os cabelos?
Paciência é a base de tudo
Antes de mais nada, é fundamental lembrarmos que, para os filhos pré-adolescentes, esta fase também não é fácil. Devido ao momento da vida, eles estão menos acostumados a lidar com tantas mudanças. Por isso, cabe aos adultos paciência e empatia.
Para os filhos e filhas, a maior dificuldade é administrar os conflitos físicos e emocionais. Uns gerenciam tudo isso com mais tranquilidade. Outros não. O ideal é você se juntar a eles neste momento. E não se afastar.
Quando a base é bem fundamentada na pré-adolescência, há menos problemas no futuro. O bom relacionamento com a família é o alicerce que, como nas construções, evita que os prédios caiam.

Converse com seu filho pré-adolescente
O diálogo é tão importante que os familiares não têm outro jeito. Devem reservar tempo pra isso. Na hora de aprender como lidar com filhos pré-adolescentes, lembre-se que todo este movimento é necessário porque, pode até não parecer, mas eles querem sua atenção e carinho.
A tendência é eles se fecharem, dizer que desejam distância e que preferem ficar muito mais com amigos do que com você. Mas no fundo, no fundo, o que querem é ajuda para conviver bem com as alterações que estão rolando.
Permaneça próximo e tente descobrir, sem ser invasivo, quais os sentimentos que estão aflorando. Puxe assuntos um pouco mais sérios do que de costume. Você vai ver que, com amor e jeitinho, o diálogo franco se estabelece.
Nas horas que estiverem juntos, aproveite para conversar. Seja num passeio, numa viagem ou nos trajetos mais curtos para a escola ou rumo à casa de alguém.
Questione sobre planos, interesses, amizades, aprendizados e do que mais gostam e menos gostam. Estas interações estreitam os vínculos afetivos, fortalecem laços de confiança e demonstram que você tem interesse genuíno neles. E abrem espaço para eles relatarem incômodos graves. Isso segundo os manuais sobre como lidar com filhos pré-adolescentes.

Envolvimento e interesse
É bastante comum que pré-adolescentes parem de fazer e participar de brincadeiras que até então os agradavam. Agora, ficam mais seletivos, preferindo os vídeos e jogos disponíveis na internet.
Se você ainda está se perguntando como lidar com filhos pré-adolescentes em relação às tecnologias, acredite: tudo que antes estava fisicamente acessível agora está na internet. Mas é preciso presença e supervisão para separar o joio do trigo.
Isso vale para alimentação, jogos, saúde e leitura. Envolva-os com os temas que eles mais têm afinidade, orientando sobre onde buscar informações confiáveis.
Veja quais são os youtubers adequados para a idade do seu filho ou filha, identifique livros interessantes, incentive-os a passar momentos de leitura em família, descubram uma atividade física que possam fazer com prazer e Incentive-os a consumir conteúdos de qualidade.
É melhor que proibir. Nesta idade, é muito difícil ter controle sobre tudo que os filhotes e filhotas fazem. Por isso que a conversa é a melhor saída pra garantir segurança.

Não são apenas bebês e crianças que precisam de rotina
Ter uma rotina faz com que também os pré-adolescentes se sintam mais seguros. Agora que seu filho já está maior, sentar juntos para definir atividades, responsabilidades e horários pode ser um bom programa.
Isso contribui para que eles se sintam incluídos nas decisões da sua própria vida. Estimule a autonomia deles estabelecendo em conjunto um cronograma de rotina. A organização é fundamental na lista de aprendizados sobre como lidar com filhos pré-adolescentes.
Lembre que existem combinados negociáveis e inegociáveis. E que as regras e os limites são estratégicos, porque mostram até onde vai a liberdade. O aumento da confiança em si mesmos e nos pais melhora o autocontrole, aumenta a autoestima e prepara-os para viverem melhor em sociedade.

Crie momentos de qualidade com seu filho pré-adolescente
A velha máxima de que a qualidade do tempo que você fica com seus filhos conta mais que o número de horas continua valendo na pré-adolescência. Mesmo que eles achem tudo “chato” e “cringe”.
Não se engane: o modo arredio não deve ser confundido com falta de vontade de passar tempo com você! Os momentos juntos são cruciais nessa fase. Vejam TV, joguem, programem um cinema, andem de bicicleta.
Os hormônios deles estão a mil, mas você também é irresistível e capaz de proporcionar momentos de carinho, amor e diversão.

Como lidar com filhos na pré-adolescência através da leitura
Uma forma gostosa de se aproximar mais de seus filhos é passar uma horinha lendo juntos. Ou jogando algo divertido. Nessa idade, é comum que eles já não tenham tanto interesse por lerem junto dos pais e mães. Mas tudo bem! Cada um pode ler seu próprio livro, em seu próprio canto, e depois conversarem sobre o que foi lido. Ou então, que tal um jogo ideal para a família inteira? Por isso, separamos aqui algumas recomendações especiais.

Manual da Filha Adolescente
Feito com a participação de vários especialistas, este manual aborda temas como a primeira ida ao ginecologista, menstruação, métodos contraceptivos, relacionamentos e drogas.
Como dito acima, a pré-adolescência é desafiadora para quem vivencia e também para os pais. O Manual da Filha Adolescente foca na puberdade feminina e principais mudanças, além de dar dicas que ajudam as meninas a passar por tudo com consciência e felicidade.

Jogo da Mesada
No Jogo da Mesada, você brinca com seus filhos e eles aprendem a lidar com dinheiro. Isso é feito de modo divertido, combinando gastos e empréstimos com o recebimento da mesada. A meta é chegar no final do mês no tabuleiro com mais dinheiro que os outros jogadores!

Língua Solta
Bem original, o Língua Solta! é um livro em formato de baralho. Cada carta traz uma questão para incentivar conversas divertidas e estimulantes, com assuntos que saem da rotina, para abrir horizontes e reforçar laços. Os participantes se comunicam por meio de gestos e palavras. Diversão garantida que ajuda a desenvolver habilidades essenciais como comunicação, criatividade e memória.

Fonte: Blog da Leiturinha