ALEX PACHECO
 
Alex é jornalista na Atual FM desde 2012. Escreve principalmente sobre política e assuntos da região oeste de Santa Catarina. 
SIGA EM: icon_facebook
 
POR ALEX PACHECO: Estive durante os 10 dias de Expo-Concórdia acompanhando a movimentação no Parque de Exposições. O evento reuniu 350 mil pessoas e um público recorde nos shows gratuitos. A Expo-Concórdia foi muito bem organizada e com certeza foi uma das maiores já vistas em Concórdia. O prefeito Rogério Pacheco fez questão de destacar que o “gasto” com o evento é tratado com INVESTIMENTO, ou seja,  a ideia era fomentar a divulgação da cidade e colocá-la novamente em destaque estadual e talvez até nacional.
 
Durante o evento percebi a aglomeração de público em vários dias. Mas também percebi que o espaço do Parque de Exposições atende notadamente a demanda de uma grande feira para Concórdia. Nesse sentido, acredito que o Município deveria repensar a possibilidade de transferir o Parque de Exposições para a região de acesso a Engenho Velho. 
 
Acredito que o Parque de Exposições está em local estratégico, atendeu tranquilamente toda a demanda de Concórdia e região. A questão dos estacionamentos – acredito que em qualquer feira isso é problema. Chapecó, Concórdia, Lages, Florianópolis – todas essas cidades quando da realização de eventos enfrentam problemas com a falta de vagas para estacionamento.
 
Acredito que o majestoso Parque de Exposições pode continuar abrigando por muitos e muitos anos as feiras de Concórdia. Lembrando que a arena de shows conseguiu comportar com tranquilidade todos os shows, inclusive da dupla Fernando e Sorocaba com público estimado de 40 mil. Então, é necessário só planejamento, organização e visão. 
 
O nosso Parque de Exposições poderá continuar abrigando qualquer evento de grande repercussão, inclusive uma Expo-Concórdia no futuro. Tudo fica mais fácil e acessível, principalmente o transporte público que foi utilizado pela população com tranquilidade. 
 
Enfim, acho que o assunto merece um debate um pouco mais amplo. Mudar o Parque de Exposições e ter de investir milhões para reestruturar mais uma área talvez não seria tão necessário, já que a atual estrutura atendeu a demanda da maior Expo-Concórdia dos últimos anos.
 
Ah, lembrando ainda que a Rua Victor Sopelsa estava fechada para a passagem de veículos devido ao deslizamento de terra que deixou pelo menos 18 famílias sem suas residências. Talvez com esse trecho também liberado poderíamos ter uma tranquilidade ainda maior no trânsito.