Concórdia – Irá se apresentar na Delegacia de Polícia nas próximas horas, possivelmente nesta quinta-feira, dia 20, o homem acusado de assassinar Karine Cavalli, 29 anos. O crime ocorreu em Irani no final de semana quando o suspeito acabou invadindo a casa onde ela morava. Com pelo menos 10 golpes de facão a vítima foi agredida e acabou indo a óbito. 

O suspeito é o ex-marido com quem Karine se relacionou 10 anos e tem duas filhas menores. A família de Karine Cavalli, 29 anos, não está em Irani e deixou a cidade com medo. A informação apurada pelo jornalismo da Atual FM, é de que o advogado Leandro Bernardi, estará acompanhando a apresentação do suspeito.

O local onde ele irá se apresentar e o horário ainda estão sendo analisados pelo advogado de defesa. O suspeito deverá responder por feminicídio e tentativa de homicídio, já que um irmão de Karine que estava na residência no dia do crime também foi atingido com alguns golpes de facão.

MAIS DETALHES

Uma filha de Karine, menor de idade, também presenciou o assassinato. Depois de agredir o irmão da vítima com dois golpes de facão o autor arrebentou uma porta do quarto onde Karine havia procurado se esconder e a assassinou. Foram muitos golpes. Apesar dos ferimentos, ela foi socorrida e morreu no Pronto Atendimento de Irani.

Nas últimas horas o acusado teria sido visto na região do Irani, porém ainda não foi preso. A suspeita da família é de que ele possa estar em algum local do interior do Município. Karine era mãe de três crianças, duas com o suspeito de ter assassinada.

Antes de ser executada, Karine estava na casa de uma amiga. Quando chegou em casa houve o desentendimento e o crime brutal.