Donos de uma criatividade sem igual e prontos para fazer a diferença principalmente quando o assunto envolve as artes, Artêmio Filho e Lariessa Soligo da Campo não poderiam estar colhendo frutos de outra forma.

O projeto “Cartografia Catarina: artes integradas 50CEM”, proposto pela Sabiá – Gestão Criativa, foi contemplado com o Prêmio Funarte Descentrarte.

O Prêmio Funarte Descentrarte é o incentivo a “artistas, produtores, grupos, expressões e projetos artísticos e culturais, por meio da descentralização das oportunidades de produção e formação artística e de inclusão cidadã nas artes”.

O edital contemplou 120 projetos artísticos no Brasil (10 deles em Santa Catarina), priorizando os municípios que tem população entre 50mil e 100mil habitantes – ou seja, cidades consideradas de médio porte – nos eixos: artes visuais, dança, teatro, produção literária e projetos integrados de arte.

O projeto “Cartografia Catarina: artes integradas 50CEM” pretende apresentar o mapeamento de espaços autônomos de fruição e fomento e das produções artísticas e culturais dos municípios entre 50 e 100 mil habitantes no estado de Santa Catarina em artes integradas, lançando o primeiro volume que fará parte de uma série de 3 publicações. O resultado da pesquisa será compilado e apresentado em uma publicação digital e ficará acessível gratuitamente ao público interessado em um hotsite exclusivo do projeto.

O mapeamento acontecerá em 17 municípios do estado, identificando e registrando as produções em artes integradas (artes visuais, circo, dança, teatro, música e outras linguagens que forem encontradas) realizadas nos espaços autônomos dos municípios da amostragem: Xanxerê, Concórdia, Videira, Caçador, Canoinhas, Mafra, São Bento do Sul, São Francisco do Sul, Navegantes, Camboriú, Itapema, Gaspar, Biguaçu, Indaial, Rio do Sul, Içara e Araranguá.

A previsão para início da pesquisa é Janeiro de 2020, logo após a liberação dos recursos financeiros previstos no edital pela Funarte. O resultado será apresentado em até 270 dias (Setembro de 2020) em publicação digital e como contrapartida social, a Sabiá realizará rodas de conversa nas regiões onde os municípios foram pesquisados.

Parabéns e muito sucesso na jornada de estudos.